Tele-Atendimento:
(62) 99631-6753
E-mail:
contato@simego.org.br
Newsletter
Inscreva-se em nossa newsletter e fique por dentro de nossas novidades.

Nota de Repúdio - Remuneração do processo seletivo do HMAP 10/11/2021

O SIMEGO manifesta repúdio pelo baixo salário oferecido aos médicos no processo seletivo do Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMAP), que é gerido pelo Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH).

 

O edital prevê um salário de R$ 2.890,21 ao médico cardiologista (Ecocardiograma), cardiologista, gastroenterologista, gastroenterologista (Endoscopia (Alta, Baixa e CPRE), neurologista, neurologista pediátrico, pediatra, pneumologista, pneumologista – broncoscopia, radiologista (Ultrassonografia) e médico vascular (Doppler).

 

Já o salário de R$ 4.817,01 será para cirurgião aparelho digestivo, cirurgião cardíaco, cirurgião geral, cirurgião mastologia, cirurgião ortopédico, cirurgião pediátrico, cirurgião torácico, cirurgião urologista, médico do trabalho, geriatra, hematologista, nefrologista e médico regulador.

 

O salário de R$ 5.780,41 está previsto para médico hemodinamicista, médico para transporte interno, plantonista da enfermaria cirúrgica, plantonista da enfermaria clínica, plantonista da enfermaria pediátrica, plantonista do pronto socorro, plantonista da UTI adulto, plantonista da UTI pediátrica e médico vascular intervensionista.

 

Enquanto isso, o salário de R$ 8.500,00 será para médico infectologista. Por fim, de R$ 8.670,62 para anestesista, médico auditor, médico plantonista, médico de enfermaria cirúrgica, plantonista de enfermaria clínica e radiologista (raio-X, tomografia e ressonância).

 

O SIMEGO considera esses valores um descaso com os médicos, bem como um não reconhecimento e desvalorização destes profissionais que estão diretamente inseridos nas políticas públicas de saúde.

 

Por isso, recomenda que o edital seja retificado e que sejam propostos salários justos com os cargos a serem exercidos, observando-se o piso estabelecido pela Federação Nacional dos Médicos (FENAM).

Compartilhe isso: